Crises no Ministério Pastoral

Você já passou por crises em seu ministério? Você está passando por uma crise? Você acredita que passará por outras crises? As respostas da maioria de nós são: sim, sim e sim. Diante dessa realidade, compartilho com os colegas um breve resumo de uma lista de crises ministeriais elaborada pelo Pr Irland Pereira de Azevedo que será um dos palestrantes do Congresso 2019 de pastores e esposas.


Crise de identidade e vocacional


Para que existo? Quem sou? Sou fiel à minha vocação? Sou mesmo vocacionado? Essas e outras perguntas surgirão no decorrer do desempenho do nosso ministério. Mas, como vencer essa crise?


Destaco aqui duas orientações do Pr Irland: tendo convicção de que foi Deus que o pôs no ministério e confiou-lhe um depósito que deve transmitir (cf. 1 Timóteo 1. 6, 13, 14; 2. 15) e buscando a ajuda de colegas mais experientes e maduros.


Crise de referência e metodologia


Será mesmo relevante meu trabalho e o ministério a que dedico o melhor da minha vida? Vale a pena? Que métodos vou empregar? Como vencer essa crise?


Algumas dicas do Pr Irland são: conheça bem a sua igreja e a sua comunidade; estude a experiência de outros pastores; não espere resultado a curto prazo; estabeleça de maneira clara e compreensível a visão e a missão de sua igreja dentro da realidade que existe e atua; por fim, ore e trabalhe.


Ele, ainda, diz: “Não fique a olhar a lavoura de seus colegas, ou a deplorar a escassa colheita da sua. ‘O lavrador que trabalha deve ser o primeiro a participar dos frutos’ (2 Tm 2. 6)”.


Crise diante da queda de colegas queridos enquanto nos damos conta de nossa fragilidade e dos perigos que corremos


Porque alguns dos nossos colegas caíram? Pr Irland, explica: “Porque... não se mostraram vigilantes e não buscaram o socorro do Senhor no momento mais agudo da tentação”. Como vencer essa crise?


Segundo ele, precisamos ter mais cuidado (cf. Gálatas 6. 1; 1 Coríntios 10. 12) e se cairmos em tentação, levantemos logo em convicção e quebrantamento. Pois, o justo pode até cair, mas não ficará prostrado (cf. Salmo 37. 23, 24).


Crise de temor e desalento


Lembra o Pr Irland: “Foi, por exemplo, a experiência de Elias, após a retumbante vitória sobre os profetas de Baal, no Monte Carmelo. Ameaçado de morte por Jezabel, Elias entrou em desespero, fugiu e quis morrer”.


Segundo ele, os seguintes temores podem atingir o coração de um pastor: de ser diferente; de assumir novas responsabilidades; de críticas; de fracaso; e, de competição. Como vencer esses temores?


Lembrar que a obra é de Deus e que a Igreja é de Jesus; convencer-se de que antes de falar com homens é mister falar com Deus e lançar sobre Ele toda a sua ansiedade (cf. 1 Pedro 5. 7); e, convencer-se de que não é a sua palavra que muda atitudes e vidas, mas sim a Palavra de Deus aplicada pelo Espírito Santo (cf. João 16. 8).


Crise nos relacionamentos familiares (com esposa e filhos)


Azevedo, Irland Pereira. De pastor para pastores - Um testemunho pessoal. Rio de Janeiro, JUERP. PP. 85 - 110


O Pr Irland comenta: “...o pastor vai bem na igreja, prega e ensina com desenvoltura, trata temas relativos aos deveres e compromissos de marido e mulher, pais e filhos, mas dentro da casa a situação é dramática”. Diante disso, ele destaca: “...o pastor há de na família demonstrar as qualidades de caráter e de relacionamento que o habilitem a ser bênção para a igreja e para as famílias que a constituem”. Como vencer essa crise?


Aqui ele faz referência a outro autor que responde a seguinte pergunta: Que faria se fosse recomeçar em relação à família? “...expressaria meu amor mais abertamente à minha esposa e aos meus filhos; ...ouviria mais e falaria menos...; ... oraria mais com ela, e por ela...; ...administraria melhor o tempo...; [e] ... a colocaria na prioridade que Deus quer”.


Crise em face das mudanças rápidas e dramáticas de nosso tempo


Diz ele: “Estruturas e modelos de igrejas, métodos de ação pastoral que aprendemos em seminários, ou em cursos de capacitação pastoral, e que julgávamos, se não definitivos, pelo menos duradouros, vão ruindo e sendo substituídos por outros, em vertiginosa velocidade”. Como vencer essa crise?


Precisamos, segundo ele, de algumas atitudes: ter sólidos e bíblicos fundamentos de Eclesiologia, Teologia e Práxis Pastoral; compreender a diferença entre doutrinas e costumes, princípios e métodos, conteúdo e forma; entender as mudanças que ocorrem em todo o mundo; e, introduzir mudanças com discernimento e sem precipitação, juntando o que é bom do passado às novas idéias desde que não firam princípios bíblicos.


Crise na vida espiritual do pastor


O Pr Irland diz: “...o pastor chega à conclusão de que seu ministério não vai bem, menos pela falta de cooperação e apoio do seu povo, e mais pela qualidade de sua vida espiritual, de sua relação íntima com Deus”. Como vencer essa crise?


Com algumas atitudes: ter consciência da sua condição, da falta de vida devocional, do cultivo da vida com Deus; abrir-se diante de Deus e pedir-lhe graça e coragem para mudar; e, aplicar-se à vida de oração, de meditação no Santo Livro e de busca da face do Senhor.


Que Deus nos ajude com Sua Graça, Amor e Poder a lidar da forma correta com cada uma das nossas crises e, no tempo e no jeito de Deus, vencer cada uma delas. Não nos esqueçamos do consolo da Palavra: “Fiel é o que vos chama, o qual também o fará” (1 Tessalonicenses 5. 24).


Pr. Denis Moacir Beuter

Presidente da OPBB-Pioneira

Posts Em Destaque
Posts Recentes